Acesso à informação
logo fiocruz 1Fale com a Fiocruz

Sobre Bio-Manguinhos

castelo fiocruz torre bandeiraFiocruz: referência em ciência e tecnologia em saúde

Criada em 1900, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) promove a saúde, gera conhecimento científico e tecnológico e atua como agente da cidadania. Vinculada ao Ministério da Saúde, a instituição articula políticas sociais a um modelo de desenvolvimento que visa assegurar o fortalecimento e consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS), garantindo mais acesso da população à saúde. Reconhecida por sua competência na formulação de estratégias, oferta de produtos, atividades científicas e de ensino, a Fiocruz cumpre um papel vital para o desenvolvimento nacional. Todas estas conquistas são fruto da atuação de quase 13 mil profissionais, comprometidos com o constante aprimoramento da rede pública de saúde.

Sua sede, assim como a maioria de suas unidades, fica no Rio de Janeiro, em um campus de 800 mil m². No entanto, a Fundação possui unidades regionais e escritórios de representação em 11 estados. Também possui, em Maputo, capital de Moçambique, um escritório para articular, acompanhar e avaliar os programas de cooperação em saúde desenvolvidos com países africanos.

 


Bio-Manguinhos: 40 anos de um Instituto em renovação

bio manguinhos fiocruz horizontal 2015 wide

Uma instituição a serviço da vida. Assim pode ser definido o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), uma unidade da Fiocruz que produz vacinas, reativos para diagnóstico e biofármacos desde 1976, ano de sua criação. Há 40 anos, o Instituto vem ampliando o acesso à saúde da população brasileira por meio da oferta de novos produtos que previnem, diagnosticam e tratam doenças. Essa atuação extrapola as fronteiras do país, beneficiando países em desenvolvimento, notadamente os africanos e da América Latina. 

Para se firmar como o maior laboratório público do país, Bio-Manguinhos escreveu partes da História da saúde pública do Brasil. Teve atuação decisiva na erradicação da poliomielite no país e nas Américas, ao firmar parceria com instituições japonesas com o intuito de produzir a vacina contra a doença; foi fundamental no controle do sarampo e da febre amarela, tornando-se um dos principais produtores da vacina no mundo, já tendo exportado para mais de 70 países. Para manter seu protagonismo, o Instituto busca a renovação e a inovação.

bio manguinhos cipbr bandeiraParcerias com instituições - públicas e privadas - garantem acordos de transferência de tecnologia e de desenvolvimento tecnológico, contribuindo para a evolução dos seus projetos e incorporação de conhecimentos de produção de forma mais rápida. O cumprimento dos requerimentos de Boas Práticas de Fabricação (BPF) assim como a certificação de qualidade de seus laboratórios fazem do Instituto um agente estratégico no âmbito do Complexo Econômico Industrial da Saúde (CEIS). Prova disso, são as 14 Parcerias para Desenvolvimento Produtivo (PDPs) em andamento na unidade. Através de PDPs como estas, o governo federal oferta uma gama maior de produtos por meio do Sistema Único de Saúde.

O portfólio do Instituto cresce anualmente. É constituído por 31 produtos: 10 vacinas, 12 reativos para diagnóstico e 5 biofármacos. Por ano, milhões de unidades são fornecidas aos programas do Ministério da Saúde.

Para atender à crescente demanda do governo no campo da saúde, principalmente no que diz respeito a medicamentos biotecnológicos, Bio-Manguinhos vem ampliando sua infraestrutura física. Duas novas fábricas estão em construção: em Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro, e em Eusébio, região metropolitana de Fortaleza (CE). Ambos os campi serão ocupados por instalações modernas, capazes de multiplicar a escala de produção das três linhas de produtos, alçando o Instituto a produtor mundial. 

Manter este protagonismo tem exigido mudanças, de forma que o Instituto cresça de forma sustentável. Desde 2012, Bio-Manguinhos trabalha na alteração do seu modelo jurídico para empresa pública, o que permitirá mais agilidade no atendimento às demandas da saúde pública. O processo vem sendo conduzido pela Diretoria do Instituto e pela Presidência da Fiocruz, junto aos ministérios da Saúde, Fazenda e do Planejamento.

Bio-Manguinhos busca na renovação e na inovação o caminho para manter sua posição de destaque no mercado, pavimentando um futuro ainda mais promissor.

 

Realização

 

 

logo fiocruzbio manguinhos selo 40 anoslogo suslogo mslogo ms governo federal
Parceiros

 

logos parceiros 2